Conversor Digital com Ginga – A interatividade chega para poucos

O programa de interatividade da TV Digital brasileira foi finalmente disponibilizado ao público nos últimos meses, mas chegou primeiro aos celulares e aparelhos de TV top de linha. A previsão era que o sistema batizado de Ginga chegaria ao mercado em maio de 2009 nos conversores digitais.

Impulsionada pela copa do mundo, a indústria da TV brasileira – fabricantes de equipamentos e grandes redes produtoras de conteúdo – pôs em prática o sistema de interatividade da TV Digital. As primeiras transmissões abertas com informações interativas foram feitas durante o mundial e puderam ser acessadas apenas pelos usuários de aparelhos equipados com o sistema Ginga.

O Ginga funciona como um programa de computador e permite que o usuário da TV Digital receba informações adicionais da programação e também envie informações para a emissora, respondendo a uma enquete em tempo real por meio do controle remoto, por exemplo. Esse tipo de interação com respostas para a emissora deve funcionar por meio de uma conexão dos televisores, celulares e conversores com a internet.

Os primeiros aparelhos que saíram de fábrica com o sistema Ginga instalado foram alguns televisores da LG lançados em março, seguidos de televisores da Sony e de celulares da LG em junho. Quem comprou um deles pôde conferir, por exemplo, o conteúdo interativo preparado pela Rede Globo para os jogos da copa. Veja no vídeo abaixo uma demonstração do funcionamento do Ginga num televisor LG, as telas tem navegação e lembram os menus de um DVD:

As possibilidades são diversas, mas pouco se fala sobre a interatividade para os usuários de conversores digitais ou ainda de televisores com conversor digital integrado que não saíram de fábrica com o Ginga. A princípio, cada fabricante responderá pela possibilidade de atualização dos aparelhos e instalação do Ginga, entretanto, a tendência é a venda de novos equipamentos.

No caso dos conversores digitais, circula por alguns fóruns na internet uma suposta resposta do atendimento da SempToshiba, fabricante de um dos modelos mais bem avaliados de conversores digitais, afirmando que o modelo de conversor vendido pela empresa não suportará o Ginga. A justificativa é que o sistema Ginga não havia sido concluído quando os conversores começaram a ser fabricados, impedindo que o fabricante preparasse os conversores para uma futura atualização.

Não deixa de ser verdade. O início da interatividade na TV Digital Brasileira há muito se arrastava por complicações no desenvolvimento do Ginga. Assim como o sistema de transmissão, o programa de interatividade da TV Digital brasileira foi planejado para ter um padrão próprio, embora seja uma adaptação de tecnologias desenvolvidas e usadas antes em outros países. O sistema Ginga esbarrou em questões legais de direitos de uso de tecnologia e ficou em segundo plano no lançamento da TV Digital Brasileira.

Alguns fabricantes dos primeiros conversores lançados chegaram a anunciar a possibilidade de uso do Ginga, mas o sistema estava inconcluso e conseqüentemente não havia sequer a produção de conteúdo interativo por parte das emissoras. Hoje já é possível encontrar novos conversores digitais com o Ginga.

O modelo VT7000A da Visiontec, fabricado no Brasil, já vem com o sistema. Para quem vai comprar um conversor digital ou uma TV nova, esse é um diferencial importante a ser considerado. Quem já comprou fica na espera e pode acabar sem o conteúdo interativo, ou melhor, sem Ginga.

Veja o conversor VT7000A da Visiontec na GrandeEletro.

Leia outros posts sobre o sistema Ginga aqui no GrandeCoisas:

Interatividade na TV Digital – Sistema Ginga vai dividir espaço com outros middlewares

Novos conversores digitais interativos com sistema Ginga

Ainda desconhecido, sistema Ginga ganha novas aplicações

About Giovan Panissa

Giovan Panissa (giovan@panissa.com) é jornalista, assistente de comunicação e webwriter.
Bookmark the permalink.

2 Comments

  1. Pingback: Interatividade na TV Digital – Sistema Ginga vai dividir espaço com outros middlewares

  2. Pingback: Novos conversores digitais interativos com sistema Ginga

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>